17 de nov de 2011

6º grito

Tá difícil respirar sabe...
As vezes tomamos decisões nada razoáveis na esperança de que a solução apareça. Me sinto pequena ao ver que todo o meu esforço foi em vão. Você simplesmente não foi capaz...
Ainda ouço com perfeição, mas aquela música em particular não toca mais... perdeu-se em algum lugar coagida pelo orgulho. E eu continuo aqui, pronta pra cantar! Que patética...
Será que fui tão superficial pra você? Não consegui mesmo te tocar??
Nossa... Eu achei que tivesse endurecido com as tantas tentativas frustradas mas... vejo que a dor não enrijece ninguém, ao contrário, só te deixa mais vulnerável às lágrimas. A diferença é que com o tempo você passa a chorar por dentro, e eu tenho chorado muito... Não sei mais extravasar sentimentos e esse tipo de lamúrio silencioso me consome... me tira a fome, me rouba a alegria... a paciência... a saúde...
Não consigo entender como é ser alguém pela metade porque meias medidas e meias verdades não me atraem... talvez por isso me sinta tão pesada ultimamente. Cheguei ao meu limite. Eu nem sirvo mais em mim...

g.köhler

Nenhum comentário:

Postar um comentário